aconselho consultarem este blog desde sua 1a postagem em 1/1/2011 para que haja maior entendimento das informações aqui transmitidas.

Bem-Vindos! Luz e Paz !

As informações aqui contidas vêm dos meus estudos de Tarot, cristais, cura quântica, além de leituras, palestras, cursos, meditações e canalizações pessoais.



domingo, 22 de maio de 2011

Vamos Viver Assim?


video

Meu amor essa é a última oração

Pra salvar seu coração

Coração não é tão simples quanto pensa

Nele cabe o que não cabe na dispensa

Cabe o meu amor!

Cabe em três vidas inteiras

Cabe uma penteadeira

Cabe nós dois

Cabe até o meu amor

Essa é a última oração pra salvar seu coração

Coração não é tão simples quanto pensa

Nele cabe o que não cabe na dispensa

Cabe o meu amor!

Cabe em três vidas inteiras

Cabe uma penteadeira

Cabe essa oração

sábado, 23 de abril de 2011

Mulheres que Correm com os Lobos

MULHER SELVAGEM - solo de dança e teatro - Dia 1° de maio, domingo, às 20:00hs, no Teatro do Corpo (Av bandeirantes 866) em Belo Horizonte na Mostra de Dança Klauss Vianna. Ingressos na bilheteria do teatro 6,00 e 3,00 reais.

www.rosaantuna.blogspot.com



MULHER SELVAGEM

Em “Mulheres que correm com os Lobos”, livro de Clarissa Pínkola Estés que inspirou este solo, o termo mulher selvagem é usado para designar o instinto feminino. A mulher livre que existe dentro de cada mulher. E essa mulher livre é aquela que cria. Pinta, canta, compõe, tece, escreve, dança, representa... A mulher selvagem é a própria força do feminino, com leveza, plenitude e criatividade.

Por incrível que pareça, isso não é tão simples assim na prática. Devido à nossa estrutura social, cultural e histórica, a mulher selvagem foi açoitada, reprimida, condenada a vagar por áridos desertos ou florestas escuras repletas de feras. Infelizmente, no mundo em que vivemos isso não é só uma metáfora.
A mulher que perdeu o contato com seu feminino selvagem torna-se amarga, abatida, confusa, frustrada... É a mulher sem EU. Anulada, ela vive papéis. Vive em função do outro, mas nunca em função de si mesma. Enquanto isso acontece, sua mulher selvagem grita por socorro e faz de tudo para chamar sua atenção.
A mulher que perde seu instinto selvagem perde o fio da vida. Auto-sabotagem, medo, conflitos constantes, inveja, falta de fé em si mesma, dependência emocional, são apenas alguns dos problemas que surgem quando se perde o contato com a loba interior.
A autora do livro é uma pesquisadora e contadora de histórias. Ela trata deste assunto através de contos de fadas, histórias de povos antigos e de tribos indígenas. Faz uma análise profunda sobre os arquétipos, contidos nesses contos e revela a sabedoria oculta a tanto tempo sobre a importância de alimentar o feminino selvagem.


Há dois anos venho estudando este livro. Há dezoito anos estou em um caminho de auto-conhecimento, como uma buscadora. Estudei sete anos de Tarot, com uma abordagem Junguiana. Continuo e continuarei buscando enquanto existir. Buscando a verdade, a essência do ser, a harmonia da vida... mas nesse caminho que venho seguindo, tive que conhecer e conviver com a sombra e sei que muitas vezes perdi o fio.
O contato com este livro foi muito forte para mim. É impossível não se ver nele, sendo mulher. Com um assunto tão rico e tão importante, sendo eu mulher e artista, senti um chamado a fazer algo com o tema mulher selvagem. Há dois anos venho me preparando para isso. E tem sido muito difícil, pois para conseguir chegar aqui, tive primeiramente que resgatar minha própria mulher selvagem que vagava por desertos de espinhos. Agora que aprendi o caminho e conheço seu risco, seu perigo, posso conduzir outras mulheres no resgate de sua loba interior.

A criação desse solo, MULHER SELVAGEM, que contém dança, poesia, teatro e música é a própria manifestação criativa de uma mulher que busca correr com os lobos.

Rosa Antuña

domingo, 13 de março de 2011

Constelações Familiares

" O alemão Bert Hellinger, teólogo, pedagogo, com várias formações psicoterápicas, desenvolveu, após longos anos de estudos, o método terapêutico das Constelações Familiares e Organizacionais. As ordens básicas são a do amor, da hierarquia e do direito ao pertencimento. Ele fala do amor que cura . Quando se Constela o que não pertence ao amor incondicional, isso se dissolve, simplesmente!"- Maria do Rosário(Ruza), facilitadora de Costelações Familiares em Belo Horizonte

Sinto que este trabalho é um lindo método para a cura e libertação da Alma. Ele pode ser feito individual ou em grupo. A pessoa pode escolher constelar, ou seja, fazer a costelação da sua família para resolver um problema, ou pode simplesmente assistir e participar como "personagens" da história do outro. O processo de cura e libertação é incrível. Mesmo quem quer apenas participar sem constelar, acaba sendo trabalhado. Não é por acaso que cada papel é escolhido. Há algo em comum, há algum aprendizado para todos que estão no grupo participando ou apenas assistindo a Constelação. O paciente pode levar uma questão aparentemente simples, mas no desenrolar da história, muitas revelações podem ser feitas fazendo com que ele se descubra muito mais envolvido no assunto do que imaginava. O contrário também ocorre. O constelando leva uma questão que ele julgue ser muito complexa e difícil de resolver e na verdade a chave para a resolução desta questão pode ser muito simples. Também há a possibilidade de irmos para a sessão querendo levar um assunto e ao chegar lá percebemos que a questão é completamente outra! O importante é que se desata um nó que prendia toda a estrutura familiar nele. Desatando este nó, as emoções retidas são liberadas, deixando fluir o sentimento e a energia de cura começa a circular de geração em geração libertando a todos de um padrão negativo herdado. Na prática começamos a observar pequenas e definitivas mudanças em nós mesmos e em nossos entes queridos. E o resultado disso vai reverberando positivamente chegando a ter um alcance que sequer podemos imaginar. Por isso digo que constelar é um ato de amor. E através do amor liberamos e somos liberados para viver a nossa própria história fazendo nossas escolhas, livres das repetições inconscientes que somos levados a fazer por uma série de fatores. Participei de um grupo de Constelações Familiares na Clínica da Alma Plus, facilitado pela Maria do Rosário (Ruza). A experiência que tive foi edificante, bela e libertadora. Senti que há momentos onde o perdão é inevitável. Ele simplesmente acontece e é um grande alívio! É uma grande experiência de amor e compaixão. Aconselho a todas as pessoas a se aventurarem nas Constelações Familiares e libertarem suas famílias e a si mesmas do karma familiar!



"Quando a ordem é restaurada, isso gera um sentimento de alívio, de paz, de possibilidade de fazer algo em conjunto."
Bert Hellinger

* CONTATO : Maria do Rosário (facilitadora de Constelações Familiares) : (31) 9625-9879 - Belo Horizonte, MG

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Terapias e tratamentos da alma

Indico aqui algumas terapias e tratamentos para ajudar o ser em sua evolução em todos os níveis :

1 - Terapia (psicólogos)
2 - Prática de meditação
3 - Terapia sistêmica (casal, familiar)
4 - Cura Quântica Estelar
5 - Cristaloterapia
6 - Tarot analítico
7 - Cinesiologia
8 - Constelações familiares
9 - Desativação de memória celular (limpeza de vidas passadas)
10 - Reiki
11 - Florais
12 - Homeopatia
13 - Fitoterapia
14 - Acupuntura
15 - Participar de grupo de estudos sobre espiritualidade
16 - Calatonia
17 - Reset
18 - Shiatzu
19 - Terapia Crânio-Sacro

* é importante observar a sua intuição para perceber se a terapia que você escolheu está legal, se o terapeuta está legal... Há momentos da vida que precisamos de determinado tratamento com determinada pessoa... noutro momento nossas necessidades mudam e precisamos ouvir nosso ser interno para fazermos as mudanças necessárias e encontrarmos quem e o que estivermos procurando para nos auxiliar em nossa busca e crescimento.

O que fazer em relação aos nossos karmas?

É muito fácil se acomodar numa situação difícil e dizer: "é um karma!"

Karmas existem para serem superados. De que forma?

1 - Fazer terapia . É fundamental no processo de auto-conhecimento. Com a terapia a pessoa terá ferramentas para começar a desmontar seus padrões de comportamento negativos, venham eles da família ou de vidas passadas. É o primeiro passo para encarar uma situação difícil que precisa ser resolvida.
2 - Meditar
3 - Desenvolver a fé e a espiritualidade
4 - Luz violeta
5 - Trabalhar servindo ao próximo
6 - Perdoar
7 - Viver em amor
8 - Ser paciente
9 - fazer a iluminação dos 12 chakras diariamente
10 - Buscar terapias e tratamentos que auxiliem no despertar e na transmutação e libertação da alma.
11 - Elevar o padrão de pensamentos

KARMA


O que é Karma?
Qualquer situação onde há sofrimento é um karma!
E o karma está diretamente ligado na Lei de Causa e Efeito. Como diz o ditado "quem fala o que quer, ouve o que não quer."

Quando em uma vida passada fizemos mal pra alguém, pela Lei de causa e Efeito, numa vida futura haverá um "acerto de contas". Nada é por acaso.
Por exemplo: em determinada encarnação você foi um pai alcoólatra e por esse desequilíbrio, humilhou muito seu filho. Numa vida posterior os papéis podem se inverter e aquele que foi seu filho, pode ser agora seu pai e beber como você fez com ele e te maltratar. Também devemos lembrar que provavelmente antes de você ter sido este pai ruim pra este filho, provavelmente já houve outros problemas e vocês dois já estariam envolvidos nessa "Teia Kármica" há séculos!
É claro que houve uma primeira vez, onde o karma começou. E a partir daí são ajustes de contas em cima de ajustes de contas. Um acúmulo de mágoas, desejo de vingança... e a humanidade vem vivendo nessas condições há milhares de anos!

Há vários níveis de karma:
* Há o karma pessoal, que é o que já foi exemplificado aqui, onde você prejudica uma pessoa e o acerto de contas deve ser feito posteriormente.
* Há o karma familiar onde você herda padrões de comportamento, herda as maldições que foram direcionadas à sua família e onde toda a família tem diversos problemas pessoais uns com os outros formando uma teia muito confusa para ser desmontada.
* Há o karma coletivo, quando um grupo inteiro prejudicou algo, alguém, uma situação, um país... então todo esse grupo acaba se reencontrando em alguma situação difícil para fazer este resgate.
* Há o karma planetário! Onde todos nós como parte da humanidade estamos envolvidos, uma vez que há a degradação do nosso planeta e somos de alguma maneira coniventes com isso por consumir, conviver, nos omitir diante de absurdos que são feitos à nossa natureza. É muito difícil, quase impossível se livrar disso, pois precisamos interagir no mundo e não fugir. Pra isso precisamos consumir os produtos, etc.

Pensamos que o karma é sempre uma cobrança do outro para nós, mas este é um grande equívoco. Existe também o karma onde nós cobramos de nós mesmos! Nós nos "punimos". Como? Trazendo um padrão de comportamento que nos dificulte a vida para que possamos aprender algo que ficou pendente, escolhendo ter uma doença grave para "queimar karmas"e acelerar nosso processo de libertação, ou seja, o karma , na verdade é um ajuste para que haja aprendizado. E geralmente esse aprendizado está vinculado ao amor e ao perdão a nós mesmos, ao próximo, à uma situação... é algo muito complexo e muito bem planejado.

Nós aceitamos as condições que teremos antes e nascer. Nós escolhemos os ajustes que precisam ser feitos. Temos consciência das pendências. Quando chegamos aqui nos esquecemos do que pedimos e muitas vezes nos revoltamos com as situações de sofrimento, dor e com os obstáculos que enfrentamos. E quando nos revoltamos só pioramos nosso karma. Tudo é um aprendizado para crescermos, perdoarmos, amarmos e desenvolvermos uma série de virtudes que escolhemos desenvolver em determinada vida através de determinada situação. É maravilhoso! Mas precisamos respirar fundo, arregaçar as mangas e ir em frente de cabeça erguida. Conforme nossa conduta, o karma poderá sim ser reduzido e poderemos ter uma aceleração na nossa libertação tendo mais condições ainda para ajudar ao próximo e colaborar para a libertação do karma planetário.



sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Auto-conhecimento e perdão



Quando começamos realmente a caminhar para um processo verdadeiro de ascenção, percebemos que não dá mais para fugir da verdade. A verdade sobre nós mesmos. Por isso é tão importante a busca pelo auto-conhecimento. Fazer terapia e meditar. Compreender racionalmente e sentir. Não basta o entendimento intelectual, é preciso sentir e a meditação ou a fé, de maneira geral, nos ajuda a nos conectarmos com o sentimento.
É quando velhas feridas do passado, das quais fugimos e negamos tanto, surgem claras e inevitáveis. É a hora de se olhar de frente e sob a luz da verdade sentir a tristeza negada e finalmente perdoar o que doeu tanto. Isso deverá ser feito mais cedo ou mais tarde, não percamos mais tempo. A hora é agora. Quanto mais adiarmos mais difícil ficará. Façamos já a nossa parte. E a parte de cada um é consigo próprio. É curar suas próprias feridas, pois isso já aliviará todo o planeta. Cada pessoa que se cura, cura também seus familiares e todos aqueles que de alguma forma estavam presos na dor, que podemos chamar de karma.
O karma existe enquanto sofremos por algo.
O momento é de perdão. Perdão a si mesmo antes de qualquer coisa. Perdoar os pais, a família, os amigos, os inimigos, perdoar o passado mais remoto... em nosso auxílio nesse exercício fazemos orações de perdão, meditamos, pedimos ajuda à espiritualidade... mas a canalização de luz violeta é imprescindível. Ela acelera muito o processo de limpeza das mágoas e traz a verdade aos maus entendidos. É preciso estar aberto para que essa poderosa força curadora possa se manifestar em nós transmutando nossos karmas e nos libertando da dor através do perdão.
Só assim nosso coração pode ficar preparado para receber a sagrada Chama Trina. A hora é agora. Coragem!

Chama Trina

O que é a Chama Trina?


Bem, na verdade é isso o que viemos fazer no planeta Terra neste momento! Viemos ativar a Chama Trina no nosso coração.

Há três seres de luz que estão nos orientando muito neste período em que vivemos : Mestre Jesus (que está se preparando para tornar-se Arcanjo), Arcanjo Miguel (ou Comandante Ashtar Sheran) e Mestre Kuthumi (São Francisco de Assis).
Cada um deles, hoje, está responsável para ativar uma frequência de luz na humanidade colaborando assim para a nossa Ascenção espiritual.

Jesus - luz rosa - amor

Miguel - luz azul - força

Kuthumi - luz dourada - sabedoria

Eles formam uma Trindade de Luz. Eles formam a Chama Trina. E é essa Chama Trina que devemos nos esforçar e praticar para fazê-la se iluminar em nossos corações.

COMO?
Praticando o amor, vivendo em amor, sendo o amor, trabalhando o amor, trabalhando com amor.

"AMA O TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO" Jesus

A Chama Trina é constituída de três freqências de luz: rosa, azul e dourado.
Rosa: Amor
Azul: Fé
Dourado : Sabedoria

Nosso passaporte para nossa ascenção está aí, na Chama Trina. É hora de ativá-la.

Ao concluirmos o exercício de Iluminação dos chakras, quando chegamos no 12o, podemos visualizar que dali descem estas 3 frequências de luz direto para o nosso coração.

Além disso podemos usar nele os seguintes cristais:
* Ametista - para transmutar(limpar)
* Quartzo Rosa - Amor
* Sodalita (azul) - Fé e força
* Citrino (dourada) - Sabedoria
* Quartzo vitreo - expande todas as frequências

Também é bom usar pingentes de cristal nas formas de estrela de 6 pontas e de coração.

Mas é claro que além disso, boas ações, exercitar a gentileza e o elogio, meditar, boas leituras, arte, boas releções sociais, contato com a natureza... tudo isso faz parte do despertar da nossa chama trina.


video

Arcanjos e complementos divinos



Arcanjo Miguel e Fé
1° Raio - Azul - domingo
Arcanjo Jofiel e Constância
2° raio - Dourado - segunda-feira

Arcanjo Samuel e Cáritas
3° Raio - Rosa - terça-feira

Arcanjo Gabriel e Esperança
4° Raio - Branco - quarta-feira
Arcanjo Rafael e Maria
5° raio - Verde - quinta-feira

Arcanjo Uriel e Aurora
6° Raio - Rubi - sexta-feira

Arcanjo Ezequiel e Ametista
7° raio - violeta - sábado

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Chakra Cardíaco (Anahata)



É o Chakra do coração. Ele é importantíssimo! É também conhecido como o chakra ponte, pois faz a conexão dos chakras primários (1°, 2° e 3°) com os chakras transcendentais (5°, 6° e 7°).
Por isso um dos seus símbolos é a estrela de Davi, a estrela de 6 pontas, onde há dois triângulos entrelaçados, um apontando para cima e o outro apontando para baixo.
A estrela de Davi também faz uma conexão com a pirâmide de Quéops, pois energeticamente há uma estrela de seis pontas em seu topo. Ancora e expande uma energia de amor incondicional para todo o planeta.
A nota musical do chakra cardíaco é fá, o som vocálico é PAM e o instrumento é o tambor, tocado no ritmo das batidas do coração.
O elemento do 4° chakra é o éter e seus elementais são as fadas. Elas inspiram a beleza para que se manifeste na Terra.

Para que realmente haja uma realização material ou mental e espiritual, é preciso que haja amor. Do contrário nosso ego entra e acaba nos dominando através da vaidade, orgulho, disputa, tirania... é o amor o princípio cósmico que move o universo e que deve dar liga às nossas ações. O amor deve ser compartilhado.

* Fonte: curso de Auto-conhecimento ministrado por Heloisa maria Altavilla na Clínica da Alma, em Belo Horizonte, MG - (31) 3474-6117